Escritoras Portuguesas

 

A Previdência Portuguesa inaugura a 6 de maio, pelas 18h30, a exposição de pintura da autoria de Maria Leonor e Jorge Vicente Correia, intitulada “Pintura a duas mãos – Escritoras Portuguesas”.

A mostra poderá ser visitada até 31 de maio na Casa da Mutualidade – Galeria de Arte e Centro de Mutualismo.

Esta exposição de pintura tem a principal particularidade de ter sido executada a duas mãos, por Maria Leonor e Jorge Vicente. Com ela, os artistas pretendem homenagear Escritoras Portuguesas. Numa simbiose perfeita, Maria Leonor e Jorge Vicente procuram expressar em cada uma das suas obras a figura de uma autora portuguesa.

Maria Leonor Cabral Correia nasceu em 1940, na Guarda, e desde cedo demonstrou interesse pela arte. Licenciada em Filologia Germânica, após a sua aposentação dedicou-se à atividade artística, que foi aperfeiçoando com a participação em várias formações.

Jorge Vicente Silva Correia nasceu em 1937, em Coimbra, e, sempre caracterizado como autodidata, dedicou muito do seu tempo a desenhar para a família e amigos. É licenciado em História e, tal como a sua esposa, retornou à pintura quando se aposentou, frequentando cursos de pintura.

Dois artistas que se completam na vida e na arte, deixando transparecer a sua harmonia através da tela.

Contamos com a sua visita!

A Previdência Portuguesa é uma Associação Mutualista que tem como missão a promoção do bem-estar dos seus Associados, disponibilizando múltiplos produtos na área da mutualidade, financiamento através de empréstimos, cuidados à primeira infância (Jardim de Infância d’A Previdência Portuguesa), ensino complementar (Centro de Explicações APP) e uma clínica médica (Clínica Previdência Saúde), assim como benefícios vários na área da economia doméstica, saúde, desporto, lazer e cultura.

A Casa da Mutualidade – Galeria de Arte e Centro de Mutualismo é o espaço polivalente d’A Previdência Portuguesa no qual a Instituição promove e acolhe a realização de eventos de índole associativa, cultural e mutualista.

“É no dar que se recebe” é o lema d’A Previdência Portuguesa, fundada em 1929.