Exposicao outubro 09102018

“Liberdade” é o título da exposição coletiva de pintura e escultura inaugurada, esta segunda-feira, 8 de outubro, na Casa da Mutualidade – Galeria de Arte e Centro de Mutualismo.
A exposição, patente até ao final do mês, integra obras dos artistas: Carlos Seabra, Carvalheira, Elvira Abrantes, Hamilton Lima, Joaquim Baptista, Jorge Nogueira, José Cosme, Mª Guia Pimpão, Mário Silva (Filho), Mariola Landovska, Pedro Figueiredo, Rako, Rui Carreira, Rui Matos e Victor Costa.
“É com muito gosto que A Previdência Portuguesa acolhe esta mostra de grande diversidade artística. A Casa da Mutualidade é uma sala da cidade aberta aos artistas nacionais e não só.
Neste caso, também temos dois artistas estrangeiros, um brasileiro e uma polaca”, referiu António Martins de Oliveira, Presidente do Conselho de Administração da associação mutualista.
A Casa da Mutualidade é uma das valências d´A Previdência Portuguesa, que em 2019 celebrará 90 anos.
“A Previdência Portuguesa foi fundada em 1929, em plena crise económica, e foi a única de 11 associações criadas em Coimbra que perdurou no tempo”, acrescentou o dirigente, desafiando o público presente na inauguração da exposição a associar-se à instituição mutualista.
A apresentação dos artistas representados nesta mostra ficou a cargo de Joaquim Baptista, seguindo-se uma breve declamação de poesia por Victor Costa e João Rasteiro, da autoria de António Menano e João Rasteiro.
Contamos com a vossa visita.
A Previdência Portuguesa é uma associação mutualista que tem como missão a
promoção do bem-estar dos seus associados, disponibilizando múltiplos produtos na
área da mutualidade, financiamento através de empréstimos, cuidados à primeira
infância – através do Jardim de Infância – e serviços médicos – Clínica Previdência
Saúde –, assim como benefícios vários na área da economia doméstica, saúde, desporto, lazer e cultura.
“É no dar que se recebe” é o lema d´A Previdência Portuguesa, fundada em 1929.