O cidadão com a qualidade de associado efetivo de A Previdência Portuguesa tem direito à candidatura dos diferentes benefícios supletivos inerentes às suas subscrições.

Os empréstimos são um desses benefícios que possibilitam aos nossos associados a fruição de agradáveis vantagens financeiras sustentadas em formas processuais simples e de fácil interpretação eliminando as desagradáveis burocracias existentes nas instituições de crédito.

Empréstimos para apoio à habitação

Este tipo de empréstimo destina-se ao apoio na compra, acabamento ou melhoramento de habitação própria.

O montante máximo a emprestar é, atualmente, 150.000 euros, não podendo, esta verba, ser superior a 50% do valor atribuído ao imóvel dado para hipoteca e cuja avaliação é realizada pela Instituição. A taxa de juro é a correspondente à taxa EURIBOR, a 6 meses, atualizável de 6 em 6 meses, acrescida de um spread de 3,75%.

As amortizações e os juros são liquidados mensalmente.

Existe ainda a possibilidade do associado reduzir o prazo do empréstimo, uma vez que lhe é permitido fazer amortizações suplementares ou amortização total à data do vencimento da mensalidade, sem qualquer penalização ou taxa adicional.

Empréstimos sobre reservas matemáticas

Atendendo aos imponderáveis do quotidiano, A Previdência Portuguesa criou para os seus associados esta inovadora forma de empréstimo. Não carecem de burocracias e são, sempre que possível, concedidos com notória rapidez.

Os associados poderão, desde que cumprido o período mínimo de inscrição de três anos, usufruir de um montante até 80% do valor das reservas matemáticas. Uma vez que este valor é calculado em função da quotização paga, do(s) subsídio(s) subscrito(s) e tendo em conta a idade do subscritor, conclui-se que quanto maior for o valor das subscrições, maior será, certamente, o valor das reservas matemáticas disponível.

Este tipo de empréstimo terá de ser liquidado num período máximo de 24 meses em prestações fixas mensais, podendo, o candidato, escolher entre um empréstimo imediato ou um empréstimo diferido.

Caso o associado opte por um empréstimo imediato, o número de prestações a liquidar poderão ser 6, 12, 18 ou 24. Caso a opção recaia sobre o diferimento do empréstimo, o pagamento da primeira prestação acontece sete meses após a sua efectivação e o número de prestações será de 6, 12 ou 18.

Atualmente, a taxa de juro praticada é de 6%.